Torne-se um membro e registe o seu voto! Como ser membro?
keyboard_arrow_down
translate
Área Reservada
close

Área Reservada

Recupere o acesso à sua conta.
email
menu
Prevendo a inevitável fase de crise no sector da construção, AICCOPN | AECOPS exigem medidas extraordinárias.

A paralisação das obras e a impossibilidade de colocar os trabalhadores em regime de teletrabalho, dada a sua natureza, são alguns dos fatores que preocupam as Associações de Industriais da Construção Civil e Obras Públicas e de Empresas de Construção Obras Públicas e Serviços que, após uma análise do sector, esperam ver implementadas algumas medidas imediatas, orientadas para a gestão de tesouraria e de recursos humanos.

As medidas propostas pelas referidas associações (toda a informação no site https://www.aiccopn.pt/11/comunicacao/cat/comunicados-e-exposicoes/item/item-1-52761) visam “proteger as empresas e os seus trabalhadores, mitigando os danos económicos e sociais desta situação totalmente extraordinária e, recordando que a suspensão da atividade é meramente temporária, já que, previsivelmente, as obras em curso serão retomadas”.

Minimizar os efeitos do impacto do COVID-19 na Economia e no tecido Social é uma das prioridades de todos.

Deixe o seu comentário a esta publicação:

close
Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de consumo:

CICAP – Tribunal Arbitral de Consumo
Rua Damião de Góis, 31, Loja 6, 4050-225, Porto
+351 22 550 83 49 / +351 22 502 97 91
cicap@cicap.pt

Mais informações em Portal do Consumidor www.consumidor.pt